Buscar
  • NeoWater

Conheça 6 negócios que se beneficiariam muito de soluções para economia de água

Empresas que consomem muita água ou que precisam de uma qualidade superior são candidatas ideais para soluções que levam a uma grande economia na conta, além de maior sustentabilidade


Economizar água certamente beneficia qualquer tipo de empresa. Existem, no entanto, alguns negócios que consomem maiores quantidades e são, portanto, candidatos ideais para soluções que levam a uma grande economia.



Além disso, são setores que muitas vezes precisam de água em determinadas qualidades.


Muitas soluções para aumentar a economia e a eficiência hídrica também são adequadas para controlar e manter um padrão de qualidade, bem como evitar o desperdício.


Ao implementar tecnologias variadas, essas empresas podem economizar muito dinheiro, se tornar mais sustentáveis e até reinvestir o valor poupado em novos projetos, aumentando sua competitividade e lucratividade.


Confira seis tipos de negócio que se beneficiariam muito de soluções de economia de água, como o WAAS:


1. Condomínios logísticos ou comerciais



Condomínios logísticos ou comerciais, como galpões e shoppings, costumam consumir uma grande quantidade de água.


Vários fatores são responsáveis por esse consumo, como as torres de refrigeração, uma espécie de ar-condicionado central que utiliza muita água.


Essa água, por sua vez, precisa ter uma qualidade específica, como dureza baixa, para não danificar a infraestrutura e causar outros transtornos.


Além disso, boa parte da água desses locais é consumida ou utilizada em pias e chuveiros e, portanto, precisa ser potável.


Por esses motivos, esses negócios se beneficiam muito de soluções que levem à economia, permitam maior eficiência hídrica e controlem a qualidade da água.


Por exemplo, pode ser uma boa ideia contar com captação de água alternativa (desde poços artesianos até armazenamento de água da chuva), bem como ter uma estação de tratamento de água equipada com telemetria, ou seja, com monitoramento 24 horas por dia.


Outra opção interessante é uma estação de tratamento de efluentes para reuso de águas cinzas. A água de reuso, assim como a água da chuva, pode ser usada para fins não potáveis, como a lavagem de galpões, chão e estacionamentos, economizando água potável.


2. Hospitais



Hospitais são estabelecimentos com rotinas e demandas intensas. Com funcionamento 24 horas por dia, 365 dias ao ano, possuem um alto consumo de água e energia.


Esse é um dos motivos pelo qual ações voltadas à sustentabilidade hospitalar têm se tornado mais comuns e presentes no mundo todo, incluindo o Brasil.


Entre as práticas de sustentabilidade mais constantes em hospitais, podemos citar o reuso de água, a implementação de energia renovável e o gerenciamento e tratamento de resíduos.


Vale lembrar que a água utilizada em hospitais precisa, obviamente, ter uma qualidade altíssima, muito superior àquela oferecida por concessionárias de saneamento.


Logo, esses negócios também se beneficiam muito de ter fontes de captação alternativa com tratamento próprio, sujeito a um controle de qualidade rigoroso.


Ter uma ETA compacta dentro do próprio hospital também ajuda a evitar o desperdício de água que ocorre no transporte.


3. Indústria de alimentos



Segundo um estudo da ANA (Agência Nacional das Águas), dentre todas as indústrias, a alimentícia é a maior consumidora de água do país, responsável por 55,9% de todo o uso, seguida pelas indústrias de petróleo/biocombustíveis, papel e celulose, bebidas, metalurgia e química.


Em outras palavras, gasta-se muita água para produzir alimentos e bebidas. A indústria de laticínios consome cerca de 1 litro de água para produzir 1 litro de leite, por exemplo.


Da mesma forma que hospitais e outros negócios dessa lista, essas empresas precisam de água com uma qualidade alta, adequada tanto para uso em processos produtivos (muitas possuem sistemas de refrigeração e utilizam vapor) quanto para consumo humano (uma vez que a água é frequentemente incorporada aos alimentos).


Sendo assim, é interessante ter uma estação de tratamento in site para controlar o padrão de qualidade e evitar o desperdício.


Muitas soluções podem ser utilizadas por indústrias alimentícias. Um exemplo vem de um estudo recente da CNI (Confederação Nacional da Indústria) que notou que a indústria alimentícia está entre as que mais se beneficiariam de tratar efluentes para obter água de reuso.


4. Indústria química

Na indústria química, a água corresponde a até 99% do produto final. Como consequência, além de utilizar uma grande quantidade desse recurso natural, empresas do setor químico precisam de uma qualidade altíssima e de um padrão rigoroso.


Caso contrário, as propriedades e a estabilidade final de seus produtos ficam comprometidas.


No geral, essas empresas estão entre as que mais se beneficiariam de soluções como captações de água de fontes alternativas, estações de tratamento de água e efluentes, reuso e monitoramento (com telemetria e Internet das Coisas).



5. Data centers



Os data centers são locais com muitos computadores e centrais de processamento. Logo, precisam de refrigeração constante, coisa que utiliza muita água.


Essa água, como já vimos, precisa ter um certo padrão de qualidade. Assim como outros negócios dessa lista, soluções que aumentam a eficiência hídrica, evitam o desperdício, monitoram o consumo e geram economia podem fazer uma diferença enorme na conta de água mensal.


6. Hotéis



Hotéis, assim como shoppings e hospitais, são empreendimentos que funcionam continuamente e consomem muita água. Além disso, precisam de água potável com uma qualidade estável.


Especialmente no caso de hotéis, a responsabilidade sanitária é alta. A água usada para consumo humano (incluindo aquela de pias e chuveiros) deve ser livre de contaminantes e atender rigorosamente aos parâmetros federais de potabilidade.


Caso contrário, esses empreendimentos podem responder legalmente por quaisquer incidentes ou problemas causados aos clientes.


Além de estações de tratamento e água de reuso, outra solução interessante para hotéis é a instalação de um sistema de telemetria com Internet das Coisas para monitorar o abastecimento de água 24 horas por dia.


Dessa forma, o consumo é constantemente medido, desperdícios ou vazamentos são rapidamente identificados e falhas ou interrupção do abastecimento são evitadas.


WAAS: economia de água sem necessidade de investimentos


Soluções que levam à grande economia de água, autossuficiência e sustentabilidade são incríveis, mas precisam de investimentos que podem ser altos e até arriscados (como no caso dos poços artesianos).


Existe, no entanto, um modelo de negócios inovador no mercado que projeta, implanta e opera essas soluções sem custos: o WAAS (“Water as a Service”).


O WAAS é ideal para empresas e indústrias que querem economizar água, aumentar a segurança hídrica de seus negócios e se tornar mais sustentáveis.


Com Capex zero e Opex negativo, a modalidade funciona sob contrato - você paga somente pelo serviço customizado de saneamento prestado à sua empresa.


Funciona da seguinte forma: uma concessionária de saneamento particular, a Neowater, constrói, opera e mantém diferentes soluções personalizadas para sua empresa, incluindo poços artesianos, captação de água da chuva, estações de tratamento de água e efluentes, água de reuso e monitoramento via IoT.


A Neowater também é a responsável legal pelo abastecimento de água, se encarregando de cumprir as legislações ambientais e sanitárias brasileiras.


Por fim, cuida de todas as manutenções preventivas e emergenciais, identificando e resolvendo rapidamente quaisquer problemas no sistema de abastecimento.


Com esse modelo, sua empresa pode se tornar autossuficiente em água por um pagamento mensal inferior à sua conta de água atual, além de uma qualidade muito superior e redundância, ideal em tempos de escassez.


Quer saber mais sobre esse modelo? Fale conosco! Nossos especialistas estão prontos para te ajudar a ter água de qualidade com economia na sua empresa.