Buscar
  • NeoWater

Tratamento de água para a indústria de alimentos: conheça processos de filtração

Atualizado: 20 de jan.

Saiba como tratar a água usada pela indústria de alimentos, quais são os processos de filtração mais e como ter água de alta qualidade em sua empresa


Filtro de água para indústria alimentícia: tratamento é essencial

A indústria alimentícia, fora o agronegócio, é a que mais utiliza água no Brasil.


Além de ser um ingrediente essencial em muitos produtos alimentícios, a água também é usada como agente de higienização e como fonte de resfriamento e/ou aquecimento.


Para isso, no entanto, ela precisa seguir determinados parâmetros de qualidade. Dessa forma, é considerada segura para consumo humano, bem como adequada para uso em processos produtivos.


Conheça 6 negócios que se beneficiariam muito de soluções para economia de água

Entenda por que é necessário tratar a água usada pela indústria de alimentos, quais são os processos de filtração mais comuns, quais são as vantagens dos filtros e como ter água de qualidade com facilidade na sua empresa:


Tratamento da água para a indústria de alimentos


A água utilizada pela indústria alimentícia precisa ter uma excelente qualidade para não oferecer riscos à saúde humana. Por exemplo, é muito importante que esteja dentro dos padrões vigentes de potabilidade, determinados pela legislação federal.


Também é essencial seguir recomendações quanto às características dessa água, como dureza baixa, para evitar danos aos equipamentos e outros prejuízos.


Sendo assim, é altamente recomendado que as empresas realizem o tratamento de sua água internamente, através de uma estação de tratamento de água compacta (ETA).



Com o uso de diferentes processos de filtração dentro de uma ETA, é possível alcançar determinados padrões de qualidade, além de evitar o desperdício pelo transporte da água tratada.


Como escolher um filtro para tratar a água de minha empresa?


Tratar água industrial não é um processo tão simples. Primeiro, é necessário projetar e dimensionar uma ETA de forma personalizada, bem como eleger os métodos de tratamento mais adequados para a água bruta que será ajustada.


Dependendo da origem dessa água – como fontes naturais, concessionárias, poços artesianos -, ela terá características diferentes e precisará de um tratamento diferente.


A finalidade da água – para qual produto ou processo ela será utilizada – também tem que ser levada em conta na hora de escolher uma forma de tratamento.


Alguns dos processos mais utilizados são:

  • Filtro abrandador: processo que diminui a dureza da água ao remover íons de cálcio e magnésio, o que a torna mais adequada para uso em processos produtivos;

  • Ultrafiltração: processo de filtração de pressão média, usado normalmente para concentração de proteínas no leite, concentração de gelatina e plasma, purificação de soluções e extratos e tratamento de efluentes oleosos;

  • Filtro de osmose reversa: processo similar à ultrafiltração indicado para alcançar maior pureza e evitar incrustações e entupimentos em tubulações e maquinários industriais. Também pode ser usado para potabilidade e desmineralização da água, concentração de soro de leite e outras aplicações;

  • Nanofiltração: processo que utiliza pressões médias a altas. É mais comum para abrandamento da água, dispensando a necessidade da utilização de sal. Outras aplicações incluem recuperação de lactose e açúcares, dessalinização de tinturas, recuperação de soluções ácidas e cáusticas e remoção de cor;

  • Microfiltração: processo que utiliza pressões consideradas baixas. Algumas das aplicações mais comuns são clarificação de sucos, vinhos e caldos e tratamento de efluentes industriais.

Uma vez que cada método de filtração tem pontos fortes e fracos e é melhor para remover certos poluentes, muitas vezes é preciso aplicar mais de um para se obter um resultado satisfatório.


Algumas das indústrias de alimentos e bebidas que mais utilizam processos de filtração são cervejarias, vinícolas, fábricas de refrigerantes, sucos e destilados, laticínios, fábricas de gelatina e de extratos vegetais.



Tratamento de água para a indústria de alimentos: qualidade e segurança

Vantagens do tratamento e filtro de água para indústria alimentícia


A qualidade da água na indústria alimentícia interfere em muitos aspectos. Por exemplo, uma água ruim pode alterar o sabor ou textura dos alimentos, diminuir a durabilidade dos produtos, danificar ou entupir máquinas e equipamentos e até colocar a saúde humana em risco.


Logo, as maiores vantagens de tratar a água internamente são aumentar a segurança e estabilidade do produto, além de diminuir a necessidade de manutenção e aumentar a durabilidade das máquinas e equipamentos.


Por exemplo, a água abrandada – com dureza baixa - pode evitar prejuízos com o mau funcionamento e o aumento do custo da produção por danos aos equipamentos.


Já a potabilidade e a remoção de contaminantes torna a água apropriada para consumo humano, em cumprimento à legislação brasileira.


Cerca de 200 doenças podem ser transmitidas pelos alimentos, sejam elas causadas por bactérias, bolores, vírus, parasitas, agentes químicos ou substâncias tóxicas de origem animal ou vegetal.


Comercializar produtos alimentícios implica em responsabilidades sanitárias. Se a água utilizada na fabricação de alimentos for imprópria, pode causar diversos problemas, desde perda de propriedades nutricionais até intoxicações e infecções alimentares.


Por fim, certos processos comuns na indústria alimentícia, como a clarificação de bebidas, exigem métodos de filtração ou tratamentos especiais.


Por todos esses motivos, é importante combinar processos e metodologias eficazes que sejam adequados para a sua empresa, levando em consideração a vazão mensal, a finalidade do uso, a qualidade da água bruta e a qualidade desejada da água tratada.


WAAS: o melhor e mais eficiente tratamento de água para sua indústria


Para muitas indústrias, ter tratamento de água não é uma escolha, e sim uma necessidade.


Porém, a implantação, operação e manutenção de uma ETA não são nada fáceis. Além do dimensionamento correto, do cumprimento à legislação e da escolha dos filtros mais adequados, é preciso monitorar regularmente a qualidade da água através de um técnico responsável.


Uma maneira de facilitar a gestão de água na sua empresa é utilizando o modelo de negócios WAAS (“Water as a Service”), no qual uma concessionária particular, a Neowater, projeta e opera as melhores soluções para suas necessidades.


Não é necessário fazer nenhum investimento. O modelo funciona mediante contrato. Assim, sua indústria pode ter um sistema de abastecimento e tratamento de água exclusivo sem que você precise arcar com custos de implementação e operação.


Além de garantir a qualidade da água, a Neowater cuida da manutenção e usa sensoriamento, automação e tecnologia IoT para acompanhar o tratamento da água 24 horas por dia.



Outro dado importante é que a responsabilidade ambiental, sanitária e legal pelo sistema também é da concessionária. Assim, você pode se preocupar apenas com gerir sua empresa, sem medo de estar em descumprimento à legislação.


Quer saber mais sobre o WAAS? Entre em contato conosco! Nossa equipe pode te ajudar a ter água tratada com qualidade, eficiência e economia na conta.

FALE CONOSCO

Deixe sua mensagem abaixo

Obrigado pelo envio! Logo mais alguém te liga.