Buscar
  • NeoWater

O Brasil está secando. Como você pode proteger seu negócio desse risco hídrico?

O Brasil perdeu cerca de 15,7% de sua água de superfície nos últimos 20 anos, e enfrenta uma crise hídrica possivelmente pior que a anterior. Saiba que medidas você pode tomar para evitar a escassez e aumentar a segurança hídrica de seu negócio


Como proteger sua empresa do risco hídrico

De acordo com um novo levantamento, o Brasil perdeu cerca de 15,7% de sua água de superfície, o equivalente a 3 milhões de hectares, entre 1991 e 2020.


Os dados levaram os especialistas a concluírem que o país “está secando”.


Muitos reservatórios de água estão de fato em estado de alerta, como a Cantareira, em São Paulo.

O professor Pedro Cortês, do Instituto de Energia e Ambiente da USP, considera a atual crise hídrica pior do que a enfrentada na década passada.


Para os grandes consumidores de água, como empresas, indústrias e shoppings, isso é uma péssima notícia.


Depender de concessionárias de saneamento – e, por consequência, de água de superfície - pode significar escassez e grandes prejuízos em um futuro próximo.


Entenda por que a situação é crítica e conheça alternativas para proteger o seu negócio do grande risco hídrico que o nosso país corre:


O Brasil está cada vez mais seco?


Dados coletados através de imagens de satélites Landsat indicam que todos os biomas brasileiros apresentaram perdas na superfície de água, com a pior situação sendo a do Pantanal.


As informações foram reunidas pela plataforma “MapBiomas Água”, iniciativa dedicada a mapear, entre outras coisas, a cobertura e uso da terra no Brasil desde 1985.


Mapa mostra perda de água de superfície no Brasil. Saiba como se proteger do risco hídrico

As imagens também apontam para uma correlação entre fogo e redução da superfície de água.


Por exemplo, a cidade brasileira que mais queimou entre 1985 e 2020, Corumbá, foi também a que mais perdeu água. Nas últimas décadas, 20% do Brasil ficou em chamas.


Para Pedro Cortês, a emergência hídrica atual “é pior do que a de 2013 porque hoje nós temos 20% menos água armazenada do que no período anterior”, conforme argumentou à CNN.


Infelizmente, as perspectivas futuras também não são boas. As estatísticas mostram que a tendência de perda de água de superfície continua em 8 das 12 regiões hidrográficas do país.


Para o coordenador do MapBiomas, Tasso Azevedo, nada indica que voltaremos ao que era antes. “As condições estão dadas para perdermos mais água”, informou à Folha de SP.


Não é de hoje que os especialistas têm feito alertas sobre os riscos de uma crise hídrica grave, bem como sobre as consequências das questões climáticas.


Empreendimentos, governos e cidadãos precisarão trabalhar em conjunto para evitar desastres no futuro. Afinal, se há um recurso natural do qual nenhuma pessoa ou negócio pode ficar sem, é a água.


Mas, por enquanto, o que o seu negócio pode fazer para se proteger da escassez e do risco hídrico?


Como aumentar a segurança hídrica de seu negócio


Obviamente, a solução para a escassez hídrica é um assunto complexo que exigirá tempo e muito trabalho conjunto para ser resolvida.


Há, no entanto, algumas ações que você pode tomar desde já para aumentar a segurança hídrica de seu negócio a curto, médio e longo prazo.


O primeiro ponto é não depender exclusivamente do abastecimento de concessionárias públicas ou privadas, uma vez que a principal fonte de água das concessionárias é a superfície do planeta.


Sem contar que muitas concessionárias sofrem com problemas de infraestrutura e qualidade da água.


Ao invés disso, pode ser uma boa ideia ter um sistema alternativo de abastecimento que inclua, entre outras coisas, captação de água subterrânea e reutilização de água.


Vale observar que é preciso cuidado ao implementar certas soluções em sua empresa. Simplesmente fazer um poço artesiano não é a resposta para todos os seus problemas, por exemplo.


Na melhor das hipóteses, se você tiver a sorte de obter um poço artesiano com vazão suficiente para atender a demanda de sua empresa, isso trará mais segurança, mas não eliminará totalmente o risco de escassez.


Além disso, poços artesianos acarretam responsabilidades ambientais, sanitárias e legais que não podem ser ignoradas. Por exemplo, é preciso ter uma estação de tratamento de água (ETA) e cadastro na Vigilância Sanitária para que utilizar o poço para diversos fins, de acordo com a legislação.


A água subterrânea é regulada por um bom motivo: não podemos arriscar danos à saúde humana, nem sobrecarregar as reservas.


Da mesma forma que o Brasil perdeu boa parte de sua água de superfície, as reservas subterrâneas precisam ser bem gerenciadas para que não diminuam mais rápido que sua capacidade de regeneração.


A melhor forma de proteger seu negócio, então, é através da integração de diversas soluções a fim de garantir autossuficiência e sustentabilidade em água para sua empresa.


Por exemplo, seu sistema de abastecimento pode ser uma combinação de poço artesiano, captação de água da chuva, estação de tratamento de água e estação de tratamento efluentes para água de reuso.


A reutilização, em especial, é importante não só para evitar o desperdício de água potável, mas também para garantir que seu negócio nunca fique sem esse recurso vital.


A boa notícia é que é possível ter um sistema alternativo de abastecimento totalmente personalizado para sua empresa, sem investimentos ou complicações, com o modelo de negócios WAAS.


WAAS: um sistema de abastecimento personalizado para sua empresa


WAAS (“water as a service”) é a solução ideal para empresas e indústrias que querem aumentar a segurança hídrica e a qualidade da água em seus empreendimentos, bem como economizar na conta.


Nesse modelo de negócios, uma concessionária particular, a Neowater, projeta, opera e mantém um sistema de abastecimento alternativo completo e customizado para sua empresa.


As soluções implantadas são sempre as mais adequadas às necessidades específicas de seu empreendimento.


Assim, você pode ter um sistema exclusivo que leve em conta a quantidade e qualidade de água necessárias para o bom funcionamento do seu negócio.


Não é necessário investir nada na implantação do sistema. Com o WAAS, é a Neowater que cuida de tudo, desde o planejamento, construção e operação até as obrigações legais e quaisquer manutenções necessárias.


O cliente paga apenas pela água utilizada, ou melhor, pelo serviço de um sistema de abastecimento customizado criado para atender sua demanda.


Quer saber mais sobre como o WAAS funciona? Clique aqui. Você também pode entrar em contato conosco e tirar todas as suas dúvidas. Será um prazer atendê-lo!

FALE CONOSCO

Deixe sua mensagem abaixo

Obrigado pelo envio! Logo mais alguém te liga.