Buscar
  • NeoWater

Como implantar um sistema de desmineralização industrial

Saiba como funciona um sistema desmineralizador de água e saiba como implantar esta tecnologia na sua empresa ou indústria


Um sistema desmineralizador de água industrial. Saiba como implantar em sua empresa

A desmineralização da água industrial é um tipo de tratamento de água cujo objetivo é remover total ou parcialmente os sais minerais e íons presentes.


Diferentes tecnologias ou procedimentos podem ser empregados para esse fim, como troca iônica e osmose reversa.


Entre outras coisas, o sistema de desmineralização serve purificar a água em conformidade com a legislação e para adequá-la para uso em diversos processos industriais.


Saiba o que é e como funciona um sistema desmineralizador e saiba como implantar esta tecnologia na sua empresa ou indústria:


O que é desmineralização de água industrial?


A desmineralização é um processo de extração de minerais, íons e metais pesados da água. Ele pode ser realizado de formas diferentes e em níveis variados, com uma extração média, avançada ou total de sais.


A água desmineralizada, também chamada de deionizada, é considerada quimicamente pura.


Por ter quantidades menores ou insignificantes de sais, a água purificada ou desmineralizada é adequada para uso em diversas indústrias e equipamentos, como caldeiras, turbinas de geração de energia, torres de resfriamento e sistemas de reuso.


Para que serve o sistema desmineralizador?


A desmineralização industrial serve principalmente para tornar a água adequada para uso em processos e equipamentos industriais.


A água rica em sais pode se acumular e gerar incrustações nas tubulações, provocando entupimentos e rompimentos. Também pode atrapalhar motores e causar falhas.


Outras consequências negativas comuns são corrosões, falta de eficiência energética e baixa produção de vapor, aumentando os custos operacionais e reduzindo a produtividade.


Diversas indústrias também precisam de água pura para estar em conformidade com a legislação, como a hospitalar, a farmacêutica, a cosmética, a automotiva etc.


Por fim, a desmineralização pode se fazer necessária devido às características indesejadas da água de diferentes regiões do país. Algumas têm excesso de calcário, por exemplo.


Como fazer o tratamento de desmineralização da água


Existem vários métodos de desmineralização da água, como destilação, eletrodiálise, abrandamento, troca iônica e osmose reversa, sendo os dois últimos os mais comuns.


A escolha de uma dessas tecnologias vai depender de diversos fatores, como qualidade da água bruta, qualidade desejada da água tratada, local de instalação e vazão do sistema.


Por exemplo, o processo de troca iônica é geralmente mais econômico do que a osmose reversa. Esta tecnologia, porém, tem um custo-benefício mais interessante quando a água bruta possui alto teor de sais ou quando se deseja uma água altamente purificada. Nestes casos, a troca iônica exigiria alto consumo de produtos químicos.


Destilação


É uma forma inicial de remover sais da água, pouco utilizada porque consome muita energia e é pouco eficiente na diminuição de concentração de sal na água.


Eletrodiálise


Esse processo é mais utilizado quando o objetivo principal é um nível baixo de condutividade da água. Ele não leva produtos químicos; ao invés disso, usa correntes elétricas para dissolver íons na água. Pode ser mais útil em indústrias como a farmacêutica.


Abrandamento


O abrandador é um sistema normalmente utilizado por quem quer tratar água dura, ou seja, o excesso de cálcio e magnésio na água. Apesar de também usar um processo de troca iônica, sua aplicação é mais limitada, já que não é capaz de eliminar outros sais, como cloreto e sílica. É mais útil em caldeiras de baixa pressão ou em processos que não desejam formação de espuma.


Troca iônica


Esse processo consiste em passar a água por um tanque com resinas de troca iônica capazes de dissolver os sais na água – incluindo magnésio, cloreto, sílica e cálcio.


Os produtos químicos utilizados no procedimento não são caros, como hidróxido de sódio, ácido clorídrico ou ácido sulfúrico. Em grandes quantidades, no entanto, podem onerar o sistema.


Uma de suas desvantagens é que os efluentes gerados com o processo não são adequados para reuso – precisam passar por novo tratamento.


Osmose reversa


A osmose reversa é um processo de filtração da água. Ele utiliza uma membrana especial para obrigá-la a fluir do meio mais concentrado para o menos concentrado, separando-a dos sais.


As maiores vantagens dessa tecnologia é que ela requer quantidades pequenas de produtos, usados apenas na limpeza das membranas a cada 60 a 90 dias, além de gerar uma água com alto grau de pureza. Também tem um grande potencial de reuso, de cerca de 50 a 80% dos efluentes.


Já seu ponto negativo é que exige muitos cuidados, incluindo um pré-tratamento adequado e um acompanhamento especializado das membranas para evitar a proliferação de microrganismos.


Como ter um sistema desmineralizador em sua empresa


Ter água desmineralizada dentro de sua empresa não é tão simples quanto comprar um sistema padrão, infelizmente.


Primeiro, é preciso checar sua viabilidade técnica e financeira, incluindo os custos de operação e manutenção. Depois, é preciso fazer um projeto técnico adequado às suas necessidades, obedecendo a uma série de normas e legislações (que podem ser mais específicas no caso de determinadas indústrias).


De forma geral, no entanto, ter uma estação de tratamento de água (ETA) in site exige no mínimo o acompanhamento de um profissional habilitado, geralmente um químico responsável.



Como cada processo de desmineralização tem necessidades diferentes, os operadores da ETA precisam ser especialistas a fim de garantir a qualidade da água e a durabilidade do sistema. Conforme mencionamos, muitos deles exigem um controle microbiológico rígido, para citar apenas um dos pontos de atenção.


Se você busca um tratamento eficiente ou quer ter uma ETA compacta em sua empresa sem preocupações com a operação e manutenção, pode optar por um modelo de negócios chamado WAAS (“Water as a Service”).


O WAAS é ideal para que quem quer aumentar a qualidade e a segurança hídrica de seu negócio, bem como economizar na conta de água.


O modelo é implantado por uma concessionária de saneamento particular, a NeoWater, responsável por projetar, operar e manter diferentes soluções personalizadas para o seu empreendimento, incluindo estações de tratamento de água para desmineralização com monitoramento 24 horas.


A melhor parte é que não é necessário fazer nenhum investimento para ter água na quantidade ou qualidade desejada. A modalidade funciona sob contrato, e você paga somente pelo serviço customizado prestado à sua empresa.


Quer saber mais sobre o WAAS? Entre em contato conosco! Será um prazer atendê-lo e ajudá-lo a ter água de qualidade com economia e sustentabilidade.

FALE CONOSCO

Deixe sua mensagem abaixo

Obrigado pelo envio! Logo mais alguém te liga.