Buscar
  • NeoWater

Por que fazer manutenção preventiva de ETAs e ETEs

Para que a operação da estação de tratamento seja segura e eficiente, é importante realizar uma manutenção regular dos equipamentos. Entenda como funciona a manutenção preventiva de ETAs e ETEs


Saiba qual a importância da manutenção de ETAs e ETEs

A estação de tratamento de água (ETA) é um local onde a água é tratada para atender os padrões de potabilidade exigidos por lei ou para obter a qualidade desejada para uso industrial.


Desta forma, a água é considerada segura para consumo humano ou para utilização em processos produtivos.


É comum que empreendimentos como shoppings, hotéis, hospitais e empresas de todos os setores tenham ETAs para tratar a água utilizada em suas operações.


Para que o tratamento seja eficiente, no entanto, é muito importante realizar uma manutenção regular na ETA e em seus componentes.


O mesmo ocorre com a estação de tratamento de efluentes (ETE). Ela serve para tratar os efluentes - ou esgoto - de um empreendimento. O objetivo do procedimento é poder descartá-los sem riscos ambientais em corpos d’água, como rios, ou reutilizá-los para fins não potáveis.


ETEs são muito vantajosas para empresas por permitirem uma grande economia de água através do reuso de águas cinzas. Da mesma forma que as ETAs, no entanto, exigem cuidados e operação especializada.



Entenda o que é e como funciona a manutenção preventiva de estações de tratamento, e por que ela é determinante para a qualidade da água e dos efluentes:


Manutenção preventiva de ETAs e ETEs


Primeiro, é importante entender que cada ETA ou ETE funciona de uma maneira. Estações de tratamento são sempre dimensionadas e personalizadas para atender uma demanda específica.


Dependendo da vazão e da finalidade de uso da água ou do efluente, normas ambientais diferentes precisam ser seguidas e processos diferentes - químicos, físicos e/ou biológicos - são usados no tratamento.


Por conta disso, é essencial que um especialista, geralmente um químico com registro, acompanhe a operação das estações, fazendo visitas regulares.


Essas visitas são conhecidas como manutenção preventiva.


A manutenção preventiva de ETAs e ETEs é essencial para garantir a qualidade da água e dos efluentes, a durabilidade de todos os equipamentos e a segurança e eficácia das estações.


O acompanhamento regular garante ainda o cumprimento da legislação ambiental, além de evitar falhas técnicas e a necessidade de manutenções corretivas emergenciais.


Se você esperar dar um problema para verificar a estação de tratamento, por outro lado, pode sofrer com interrupção no fornecimento de água, custos altos e perda de equipamentos.


Qual a frequência de manutenção de ETAs e ETEs?


As visitas técnicas podem ser diárias, semanais, quinzenais ou mensais.


A periodicidade só pode ser determinada com base na dimensão da estação de tratamento de água e efluentes e da necessidade de cada cliente.


Como funciona a manutenção de ETAs e ETEs?


Algumas das ações mais comuns durante visitas de manutenção preventiva são:


  • Checar componentes hidráulicos e elétricos;

  • Checar a condição e validade de peças e equipamentos;

  • Providenciar ajustes e trocas, quando necessário;

  • Limpar adequadamente os componentes;

  • Lubrificar e engraxar peças, quando necessário;

  • Repor produtos químicos, quando e se necessário.


Peças com mal funcionamento podem atrapalhar o desempenho das estações de tratamento. É por isso que devem ser constantemente verificadas, lubrificadas e cuidadas para evitar corrosão.


Já a limpeza de peças é essencial, especialmente componentes que fazem parte de processos de filtração, para evitar sujeiras e contaminações na água.


Por fim, é muito importante ter um bom plano de manutenção preventiva, além de um depósito com peças de reposição rotineiras.


Vale observar que o armazenamento de produtos químicos exige cuidados especiais.


Vantagens da manutenção de ETAs e ETEs


Os maiores benefícios da manutenção preventiva de estações de tratamento são:


  • Redução dos custos de operação;

  • Redução da ocorrência de falhas;

  • Maior produtividade e eficácia;

  • Menor probabilidade de interrupção do tratamento de água ou efluentes;

  • Histórico de funcionamento com base em visitas regulares de especialistas.


WAAS: tratamento de água e efluentes com IoT em tempo real


Se você quer ter uma ETA ou uma ETE em sua empresa sem a dor de cabeça de operar e manter essas estações, pode optar por um modelo de negócios inovador chamado WAAS (“Water as a Service”).


O WAAS é ideal para empresas e indústrias que querem aumentar a segurança hídrica de seus negócios, bem como economizar na conta de água.


O modelo é implantado por uma concessionária de saneamento particular, a Neowater. Ela fica responsável por construir, operar e manter diferentes soluções personalizadas para sua empresa, incluindo estações de tratamento de água e efluentes.


A melhor parte é que não é necessário fazer nenhum investimento para ter água na qualidade desejada. A modalidade funciona sob contrato, e você paga somente pelo serviço customizado prestado à sua empresa.


A Neowater cuida, inclusive, das manutenções preventivas, identificando e resolvendo rapidamente quaisquer problemas nas estações de tratamento.


Além disso, as estações são equipadas com telemetria e IoT (internet das coisas), de forma que você pode acompanhar a operação e o fornecimento de água 24 horas por dia a partir do seu celular, bem como gerar relatórios dos períodos que desejar com facilidade.


Quer saber mais sobre esse modelo? Fale conosco! Nossos especialistas estão prontos para te ajudar a ter água de qualidade com economia na sua empresa.