Buscar
  • NeoWater

LEED Zero Água: como se tornar autossuficiente em água e obter a certificação

A certificação LEED reconhece prédios que minimizam seus impactos ambientais. O selo Zero Água, por exemplo, é dado a edifícios autossuficientes em água. Saiba como zerar sua conta de água, se tornar mais sustentável e obter o certificado


Certificação LEED Zero Água: Eurobusiness, em Curitiba, é primeiro prédio certificado do mundo
Certificação LEED Zero Água: o Eurobusiness, em Curitiba, é o primeiro prédio certificado do mundo

A certificação LEED (“Leadership in Energy and Environmental Design”, ou “Liderança em Energia e Design Ambiental”, em tradução livre) é um selo ambiental que pode ser aplicado a qualquer edifício em fase de construção ou de uso.


Desenvolvido pela Green Building Council, é reconhecido mundialmente e um dos mais relevantes de sua categoria.


O LEED certifica prédios que minimizam seus impactos ambientais, analisando práticas sustentáveis em diversas áreas, como eficiência hídrica e energética, uso de materiais e recursos e qualidade interna dos ambientes.


Saiba o que é certificação LEED, conheça a modalidade Zero Água e veja como obter o selo ambiental se tornando autossuficiente em água:


Certificação LEED: categorias e vantagens


O Brasil é o 4º país que possui mais edifícios certificados pelo LEED, atrás apenas dos EUA, Emirados Árabes e China.


Projetos que buscam a certificação são analisados em nove categorias com requisitos obrigatórios, além de recomendações que garantem pontos adicionais às edificações.


As áreas a serem avaliadas são: eficiência hídrica; energia e atmosfera; processo integrado; localização e transporte; terrenos sustentáveis; materiais e recursos; qualidade do ambiente interno; inovação e prioridade regional.


O nível da certificação é definido pela pontuação final, que varia de 40 a 110 pontos.


Além dos quatro níveis - Certificado, Silver, Gold ou Platinum -, é possível obter os complementos da linha Net Zero, que reconhecem prédios autossustentáveis que usam zero água, carbono, energia e/ou resíduos.


Entre as maiores vantagens para os edifícios certificados, estão:


  • diminuição dos custos operacionais;

  • diminuição dos riscos regulatórios;

  • redução do consumo de água e energia;

  • valorização do imóvel;

  • modernização;

  • redução, tratamento e reuso dos resíduos da construção e operação;

  • melhora na segurança e priorização da saúde dos trabalhadores e ocupantes;

  • aumento da produtividade de colaboradores;

  • aumento da satisfação e bem-estar dos usuários;

  • aumento no ímpeto de compra de consumidores (em comércios).


No caso dos edifícios com os complementos Zero Água e Zero Energia, é possível ainda zerar a conta de água e de energia.



LEED Zero Água


Em agosto deste ano, o edifício comercial Eurobusiness, de Curitiba-PR, que já possuía o selo LEED Platinum desde 2016, tornou-se o primeiro do mundo a obter a certificação LEED Zero Água.


Os certificados LEED Zero são um complemento recente aos demais níveis do selo, e atestam empreendimentos autossuficientes em água, em energia, que não emitem carbono ou que não geram resíduos.


Um edifício Zero Água, portanto, é um edifício que não depende de concessionárias de saneamento e sequer tem uma conta de água. Ao invés disso, capta internamente toda a água que consome e trata 100% de seus resíduos.


Para isso, é necessário fazer investimentos em eficiência hídrica e inovação, como buscar fontes alternativas, de poços artesianos a captação de água da chuva, além de encontrar uma maneira de tratar o esgoto dentro do próprio prédio, por meio de uma estação de tratamento de efluentes (ETE).


O Eurobusiness utiliza todas essas soluções. A água potável do edifício vem de um poço artesiano. Há também captação e armazenamento de água da chuva e água de condensação gerada nos sistemas de ar-condicionado, além do reuso de águas cinzas e negras, graças ao tratamento dos resíduos.


No caso, o prédio trata 100% de suas águas residuais através de um telhado verde com um sistema conhecido como wetland, também chamado de zona úmida. Nessa zona, plantas aquáticas prosperam e seus processos biológicos tratam o esgoto, removendo uma série de poluentes.


No telhado verde do Eurobusiness, 100% das águas residuais do prédio são tratados, o que ajudou o edifício a obter a certificação LEED

Como a área disponível no telhado é limitada, para fazer o projeto funcionar, o edifício se encarregou de reduzir a quantidade de águas residuais geradas através de equipamentos hidráulicos mais eficientes.


Graças a todas essas medidas e ao uso de fontes alternativas, o consumo de água potável diminuiu em até 82% no Eurobusiness e o desperdício foi eliminado, tornando o edifício muito mais sustentável.



Como obter uma certificação LEED Zero Água


A certificação LEED pode ser aplicada a diversos tipos de projetos, de prédios residenciais e corporativos a escolas e hospitais, em qualquer fase de construção ou uso.


As etapas para obter o selo são: escolha da tipologia (“novas construções”, “design de interiores”, “edifícios existentes” ou “bairros”); registro do projeto; auditoria documental do projeto; auditoria documental da obra; certificação.


O registro deve ser feito junto ao GBC, via plataforma online: https://lo.usgbc.org/. No momento do registro, a documentação deve ser carregada na plataforma, juntamente com formulários padronizados contendo cálculos e evidências que comprovem a autossuficiência.


O custo da certificação varia conforme a tipologia escolhida, a metragem da área certificada e o modelo de avaliação, mas é possível ter uma noção dos valores na seguinte tabela do GBC: https://new.usgbc.org/cert-guide/fees.


O prazo médio informado para obter o certificado é de 4 a 6 meses após a conclusão da obra.


Como se tornar autossuficiente em água


Para obter a certificação, o importante não é preencher corretamente os formulários, mas sim ter um edifício sustentável de fato.


Infelizmente, implementar soluções inteligentes de eficiência hídrica não é tão simples quanto parece. Além dos investimentos serem muitas vezes altos e arriscados, as soluções precisam ser projetadas e operadas por especialistas e atender a uma série de legislações municipais, estaduais e federais.


Para ter essas soluções no seu prédio sem ter nenhuma dor de cabeça, você pode optar por um modelo de negócios inovador chamado WAAS (“Water as a Service”).


O WAAS é ideal para empresas e indústrias que querem se tornar autossuficientes, aumentar a segurança hídrica de seus negócios ou economizar na conta de água.


Nessa modalidade, uma empresa de saneamento particular, a Neowater, fica responsável por implementar, operar e manter diferentes soluções personalizadas para sua empresa, incluindo poços artesianos, captação de água da chuva, estações de tratamento de água e efluentes, reuso de águas cinzas, monitoramento 24 horas via telemetria e IoT e muito mais.


Com Capex zero e Opex negativo, a modalidade funciona sob contrato: você paga somente pelo serviço customizado prestado à sua empresa.


A Neowater cuida, inclusive, da parte legal e das manutenções preventivas e emergenciais, identificando e resolvendo rapidamente quaisquer problemas no sistema de abastecimento.


Como resultado, você pode ter um prédio sustentável e autossuficiente em água, certificado pelo LEED e outros selos ambientais.


Quer saber mais sobre esse modelo? Fale conosco! Será um prazer ajudá-lo a tornar seu prédio sustentável e autossuficiente em água!