Buscar
  • NeoWater

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU: como contribuir para água potável e saneamento

Empresas que contribuem para o cumprimento do objetivo de água e saneamento da ONU são mais sustentáveis, tem maior segurança hídrica e ajudam o meio ambiente como um todo nesse processo


Objetivos do desenvolvimento sustentável de água e saneamento da ONU: como as empresas podem contribuir

Talvez você já tenha ouvido falar dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).


São dezessete, lançados na forma de uma “agenda de sustentabilidade” a ser adotada pelos países-membros da ONU, incluindo o Brasil, até 2030.


O sexto, “Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos”, diz respeito à água potável e saneamento.


Pode até parecer algo simples, mas estamos longe disso – de acordo com o relatório “Progressos em matéria de água potável, saneamento e higiene” da OMS e UNICEF, cerca de 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso à água potável e 4,2 bilhões não têm acesso a serviços sanitários.


No Brasil, muitos estados ainda não alcançaram a universalização dos serviços de água potável, enquanto somente 60% da população utiliza serviços de saneamento gerenciados de forma segura, incluindo instalações para lavagem das mãos com água e sabão.


Enquanto os ODS são compromissos assumidos pelos governos, suas diretrizes podem – e devem – ser seguidas por todos, incluindo empresas, que possuem um papel muito importante na sociedade.


Por exemplo, as indústrias são responsáveis por 22% do uso global de água. Esse uso aumentou seis vezes nos últimos 100 anos e, se permanecer no ritmo em que se encontra, o mundo pode enfrentar um déficit de água de 40% até 2030.


Empresas que contribuem para o cumprimento do ODS 6, portanto, são mais sustentáveis, tem maior segurança hídrica e ajudam o meio ambiente como um todo nesse processo.


Conheça as principais metas do ODS 6 e saiba como colocá-las em prática na sua empresa:


ODS 6 - “Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos”


Os objetivos gerais “a” e “b”, bem como os subitens 3, 4 e 5 são excelentes oportunidades para as empresas contribuírem ativamente para o alcance das metas do objetivo sustentável de água, enquanto cooperam indiretamente com os subitens 1, 2 e 6 também:


6.a Ampliar a cooperação internacional e o apoio à capacitação para os países em desenvolvimento em atividades e programas relacionados à água e saneamento, incluindo a coleta de água, a dessalinização, a eficiência no uso da água, o tratamento de efluentes, a reciclagem e as tecnologias de reuso.


6.b Apoiar e fortalecer a participação das comunidades locais, para melhorar a gestão da água e do saneamento.


6.1 Alcançar o acesso universal e equitativo a água potável e segura para todos.


6.2 Alcançar o acesso a saneamento e higiene adequados e equitativos para todos, e acabar com a defecação a céu aberto, com especial atenção para as necessidades das mulheres e meninas e daqueles em situação de vulnerabilidade.


6.3 Melhorar a qualidade da água, reduzindo a poluição, eliminando despejo e minimizando a liberação de produtos químicos e materiais perigosos, reduzindo à metade a proporção de águas residuais não tratadas e aumentando substancialmente a reciclagem e reutilização segura globalmente.


6.4 Aumentar substancialmente a eficiência do uso da água em todos os setores e assegurar retiradas sustentáveis e o abastecimento de água doce para enfrentar a escassez de água, e reduzir substancialmente o número de pessoas que sofrem com a escassez de água.


6.5 Implementar a gestão integrada dos recursos hídricos em todos os níveis, inclusive via cooperação transfronteiriça, conforme apropriado.


6.6 Proteger e restaurar ecossistemas relacionados com a água, incluindo montanhas, florestas, zonas úmidas, rios, aquíferos e lagos.


Como pôr em prática as metas do ODS 6


Ao priorizar uma gestão sustentável da água, as empresas evitam a escassez de água, aumentando a segurança hídrica e se protegendo de crises, além de colaborarem para um uso mais sustentável dos recursos hídricos.


Algumas das melhores ações que você pode colocar em prática na sua empresa para atingir os objetivos da ONU relacionados à água e saneamento são:


Eficiência hídrica


O desperdício de água potável é um problema grave no Brasil hoje. Sistemas de abastecimento alternativo, como poços artesianos, captação de água da chuva e reuso de águas cinzas, devidamente legalizados e construídos de acordo com as normas, podem otimizar o consumo da água, evitando o desperdício de forma direta (com o reaproveitamento) e indireta (eliminando falhas na distribuição da água, incluindo seu transporte).


Outras excelentes opções para aumentar a eficiência são a utilização de dispositivos de economia de água, a implementação de uma cultura de não desperdício entre os colaboradores e a utilização de tecnologia IoT, com monitoramento constante do sistema de abastecimento e do consumo de água para identificar vazamentos e outras questões rapidamente.


Qualidade da água e redução da poluição


Possuir estações de tratamento da água e de efluentes pode evitar poluição dos rios e lagos e despejo de esgoto no meio ambiente e na rede pública.


A qualidade da água utilizada pela empresa é assegurada, enquanto a qualidade da água no meio ambiente não é prejudicada.


A estação de tratamento de efluentes (ETE), em especial, permite o reaproveitamento águas residuais geralmente não tratadas, aumentando substancialmente a reciclagem e a reutilização segura, como pede a meta 6.3 da ONU.


Tecnologias de reuso


A implementação de tecnologias de reuso une eficiência, qualidade, segurança e sustentabilidade em uma coisa só.


O reaproveitamento de água, via captação de água da chuva ou ETE, por exemplo, pode diminuir muito o consumo de água potável, aumentar a segurança operacional da empresa e contribuir para uma gestão hídrica ecologicamente amigável.


Gestão de recursos hídricos sustentável


Existem várias formas de gerir bem os recursos hídricos de uma empresa, garantindo disponibilidade com eficiência e sustentabilidade.


Uma delas é realizando um balanço hídrico regularmente para identificar os pontos de maior consumo.


De forma relacionada, é importante conhecer a pegada hídrica dos seus produtos para identificar as oportunidades de diminuição do uso de água nos processos produtivos.


Usar tecnologia IoT para monitorar o consumo 24 horas por dia é outra maneira de aumentar a eficiência hídrica e evitar desperdícios.


WAAS: água com sustentabilidade e eficiência na sua empresa


Implementar todas essas ações certamente trará muitos benefícios à sua empresa, de economia a maior segurança operacional a sustentabilidade.


Mas coordenar esforços, reunir uma equipe técnica capacitada e fazer os investimentos necessários não é uma coisa tão simples.


Existe um modelo de negócios chamado de WAAS (“Water as a Service”) que projeta, implementa e opera as melhores soluções para sua empresa, sem necessidade de investimento ou qualquer dor de cabeça - saiba mais sobre o assunto aqui.


Essa é uma maneira facilitada de colocar em prática os objetivos da ONU e ter um sistema de abastecimento e tratamento de água exclusivo e sustentável, com acompanhamento constante, eficiência, reuso e muito mais.

Se interessou? Entre em contato conosco! Nossa equipe de especialistas pode te ajudar a ter economia na conta com sustentabilidade e qualidade!