Buscar
  • NeoWater

Sistema UV: saiba tudo sobre o método de desinfecção da água com radiação ultravioleta

Atualizado: 9 de fev.

A desinfecção por radiação ultravioleta (UV) é um tipo de tratamento para água e efluentes que pode ser utilizado para diversos fins, de potabilidade ao reuso. Saiba como funciona e quais são as vantagens


Tratamento com sistema UV livra a água de vírus e bactérias

A desinfecção por radiação ultravioleta (UV) é um tratamento para água e efluentes que pode ser utilizado para diversos fins, desde obtenção de água potável ou água de reuso até descarte seguro de resíduos industriais.


O objetivo do tratamento UV é eliminar quaisquer bactérias, vírus e outros microrganismos potencialmente nocivos da água, tornando-a segura.


A desinfecção é uma etapa muito importante do tratamento de água e efluentes. A radiação ou luz UV é somente um dos métodos possíveis de desinfecção, bastante procurado por ter uma grande eficácia e um bom custo-benefício.


Logo, torna-se uma opção atraente para empreendimentos e indústrias que precisam de água potável ou água ultrapura, sem risco de contaminação, como hotéis, prédios corporativos, shoppings, hospitais, indústrias farmacêuticas, alimentícias etc.


Saiba como funciona o tratamento UV, qual a principal diferença para outros métodos de desinfecção e quais são as maiores vantagens de usar um sistema UV para tratamento da água ou de efluentes:


Tratamento UV: o que é e como funciona


A radiação ultravioleta é um tipo de radiação eletromagnética. Ela pode ser classificada em três tipos: UV-A (com comprimento de onda na faixa de 320 a 400 nanômetros); UV-B (com comprimento de onda na faixa de 280 a 320 nanômetros) e UV-C (com comprimento de onda menor que 280 nanômetros).


O sistema de desinfecção utiliza os raios UV-C, que possuem ação germicida. Eles são capazes de eliminar diversos patogênicos e microrganismos danosos, como bactérias, vírus, fungos, esporos etc.


No geral, os raios UV-C podem ser usados para desinfecção no tratamento de água potável, de efluentes, de água para torres de resfriamento, de água para outros processos produtivos, na aquicultura, em piscinas etc.


Estações de tratamento para água usam normalmente sistemas fechados, enquanto a desinfecção de efluentes é feita normalmente em sistemas abertos.


Sistema UV para tratamento de efluentes: a radiação mata microrganismos

A radiação é gerada através de lâmpadas, mais frequentemente em comprimentos de onda de 240 a 280 nm.


A luz UV torna os microrganismos inativos ao causar danos ao seu DNA ou RNA. Essa alteração genética impede que eles se multipliquem, eliminando até mesmo os parasitas mais resistentes.


A radiação ultravioleta para tratamento de água torna vírus e bactérias inativos

A dosagem de UV recomendada para a desinfecção varia de acordo com a carga bacteriana, a legislação de cada região e o objetivo do tratamento. É importante destacar que uma dose mal calculada pode causar apenas danos temporários aos microrganismos, permitindo-os se regenerar.


A dosagem correta depende ainda de fatores como a potência de energia da fonte de radiação UV, a habilidade de transmitir luz UV do fluido a ser tratado e outras questões técnicas.


Por isso, é preciso que a estação de tratamento com radiação UV seja corretamente dimensionada e dosada, desde a quantidade e intensidade das lâmpadas até a vazão máxima, a potência, a transmitância e a geometria do sistema.



UV, cloro ou ozônio: qual o melhor sistema de desinfecção?


Atualmente, os sistemas de desinfecção mais usados no tratamento de água e efluentes são cloro, ozônio, radiação ultravioleta e algumas outras substâncias, como dióxido de cloro e peróxido de hidrogênio.


O cloro é o método mais comum de desinfecção. Ele causa oxidação celular nos microrganismos, matando-os.


Já o ozônio, de forma semelhante à radiação UV, é capaz de inativar diferentes organismos afetando seu material genético.


Ao contrário do cloro, métodos como ozônio e UV não deixam resíduos na água, além de serem mais eficazes.


Por exemplo, esses métodos não alteram o sabor da água, coisa que o cloro pode fazer.


Cabe apontar ainda que o manuseio do ozônio exige cuidados, pois, de acordo com a Anvisa, ele tem potencial para causar danos agudos e crônicos em humanos, caracterizados por lesões na pele, nas vias respiratórias e nos olhos, e por reações alérgicas.


Em comparação com o ozônio, o sistema UV é normalmente mais barato e mais seguro. Isso, aliado à sua grande eficácia, o torna uma alternativa interessante para estações de tratamento de água e efluentes.


Principais vantagens do tratamento de água com radiação UV


Algumas das maiores vantagens do tratamento com radiação ultravioleta são a rapidez e segurança desse método.


A desinfecção é imediata e não leva nenhuma substância química. Por conta disso, não é necessário ter armazenamento e manuseio de químicos, bem como as características físico-químicas da água não são alteradas, como cheiro, sabor, cor ou pH.


Também não há nenhum subproduto, ou seja, nenhuma substância indesejada é formada durante o processo. Isso faz com que este método seja bastante ecológico.


Em comparação com outros sistemas de desinfecção, a radiação UV também não tem um consumo energético tão alto.


Outra vantagem é que não ocupa muito espaço, nem possui um grande custo de manutenção.

Dito isto, a operação de um sistema de tratamento UV exige acompanhamento especializado para que a dose mínima seja corretamente administrada.


É possível realizar monitoramento remoto constante do sistema, mas é importante que um responsável faça checagens regulares também.


WAAS: tratamento de água com monitoramento para sua empresa


Ter uma estação de tratamento de água e de efluentes é algo necessário para muitos empreendimentos.


No entanto, a operação desses sistemas não é nada simples - requer pessoal especializado, além de acarretar responsabilidades ambientais, sanitárias e legais.


Felizmente, existem modelos de negócios no mercado que projetam, operam e mantêm as melhores soluções em abastecimento e tratamento de água para sua empresa, sem que você precise fazer qualquer investimento.


É o caso da modalidade WAAS (“Water as a Service”), que pode garantir o tratamento de água que sua empresa precisa com qualidade, segurança, monitoramento em tempo real e economia na conta.


O WAAS é ideal para empresas e indústrias que querem aumentar a segurança hídrica de seus negócios, bem como precisam de água em determinadas qualidades.


Os projetos dessa modalidade são sempre personalizados e, portanto, ideais para as necessidades de cada empreendimento.


O modelo é implantado por uma concessionária de saneamento particular, a NeoWater, responsável também por operar e manter as diferentes soluções projetadas. Isso pode incluir o tratamento UV, como um complemento para estações de tratamento de água e efluentes, por exemplo.


A melhor parte é que a modalidade funciona sob contrato. Você não tem nenhuma dor de cabeça para ter água na qualidade desejada e paga somente pelo serviço customizado prestado à sua empresa.


Quer saber mais sobre o WAAS? Entre em contato conosco! Será um prazer ajudá-lo a ter água com qualidade e segurança, sem nenhum risco ou complicação.

FALE CONOSCO

Deixe sua mensagem abaixo

Obrigado pelo envio! Logo mais alguém te liga.